Vamos de Férias! (com estes livros na mala)


1 / 2 / 3

Meus caros! O último post já foi há uns tempos, mas tem sido complicado organizar-me por estes lados - o Verão tem destas coisas. Assim, estou a tirar o dia de hoje para vos informar que... vou de férias! Não vou estar fora muito tempo, mas decidi alongar a pausa, e usar o resto do mês de Agosto para me organizar.

Em primeiro lugar, preparem-se para algumas mudanças aqui pelo blog - o formato das opiniões e o tipo de posts que por aqui vêem vai mudar ligeiramente. Parece-me importante, agora mais do que nunca, opinar menos sobre bestsellers, e mais sobre as obras, por vezes semi-obscuras, de autores que estão a dar os primeiros passos. Os grandes já são grandes que chegue sem mim, mas os "pequenos" - não em tamanho ou talento, para que conste, mas em visibilidade - podem bem beneficiar desta minha mania de ser uma pessoa com opiniões.

Por outro lado, também quero aproveitar esta pausa para organizar a minha presença online enquanto autora. Mas o que é que esta escreve além de opiniões mal encaradas e comentários feministas nos grupos do Facebook?, perguntam-se vocês num coro horrorizado. Bem, escrevo ficção, e o final deste ano será muito importante para mim em termos de publicações no estrangeiro. Não vou revelar demasiado, que não acredito em deitar foguetes antes da festa, mas... aguardem novidades num futuro próximo.

Finalmente, vamos então falar de livros! Estou muito atrasada no meu desafio de leitura anual, por isso vou tentar compensar nestes dias. As primeiras leituras de férias serão um trio acabadinho de chegar do NetGalley, cujas capas e links podem ver acima desta wall o'text. Depois, seguirei para um trio de livros emprestados por dois dos meus camaradas de serviço, Cláudia Silva aka Lady Entropy, e Rui Leite.


4 / 5 / 6

A primeira coisa a dizer sobre estes três livros é que pouco tenho a dizer sobre o primeiro, porque nunca na vida lhe teria pegado por iniciativa própria, e estou imensamente curiosa. A segunda coisa a dizer sobre os dois livros que restam é que estou absolutamente aterrorizada por voltar a pegar na série Johannes Cabal. Devorei o primeiro livro, dei-lhe cinco estrelas, e sei que vou sofrer por comparação ao ler estes dois. Mas pronto, noblesse oblige, e se quero ser uma mulher séria e ler o quarto livro da série (sai a 30 de Setembro!) com olhos de ler, é conveniente ler estes primeiro.

A mini-maratona de leitura continuará com Hemlock Grove, pois comecei a ver a série mas o pacing da coisa irritou-me o suficiente para me fazer virar costas ao rosto marmóreo (oh, Meyer, às vezes tenho saudades tuas) de Bill Skarsgård. Depois disso, é provável que respire fundo e ataque The Book Of The Beast, o segundo volume de uma série fantástica que se desenrola numa versão alternativa (e absurdamente decadente) da cidade de Paris. A série foi escrita pela inigualável Tanith Lee, claro, daí a necessidade de respirar fundo antes de iniciar a leitura. Finalmente, e para terminar em beleza, tenciono ler Mutants, um livro de não-ficção que comprei por impulso com o meu último haul literário. É sobre variações genéticas, portanto é provável que me agrade.


7 / 8 / 9

Posto tudo isto, despeço-me então por duas semanitas. Vemo-nos em Setembro!

0 comentários:

Enviar um comentário